Para que serve o ácido fólico e o que sua falta pode causar?

Também conhecido como vitamina B9, o ácido fólico é uma vitamina hidrossolúvel (solúvel em água), tendo forte papel na formação de proteínas e hemoglobina no organismo.

Onde é encontrado o ácido fólico?

Encontrados nas vísceras de alguns animais, vegetais verde-escuros, frutas secas, levedura de cerveja, legumes e grãos integrais. Em contrapartida, esse nutriente se perde em alimentos conservados na temperatura ambiente ou durante o cozimento.

Ao contrário de outras vitaminas solúveis em água, o ácido fólico é armazenado no fígado.

No Brasil, existe uma lei a qual determina que a farinha de trigo e derivados seja enriquecida com ácido fólico e ferro, para reduzir a ocorrência de anemia, principalmente na população infantil.

Ácido fólico e a gravidez

Se uma mulher possui ácido fólico suficiente durante o período gestacional inicial (3 primeiros meses), isso pode prevenir defeitos no nascimento em regiões como cérebro e coluna vertebral, sendo um ativo que interfere na formação do tubo neural do feto.

Segundo recomendações da Anvida, é imporante a ingestão da dose diária de 600mcg no período de no mínimo um mês antes da concepção até 12 semanas de gravidez.

Um problema muito frequente é que grande parte das gestações não são planejadas, sendo assim, quando mulheres notam que já estão grávidas, é tarde para fazer uma suplementação. Devido a isso, é muito importante uma alimentação reforçada no período gestacional, com alimentos ricos em ácido fólico.

“A ingestão suficiente de ácido fólico antes da concepção e muito no início da gravidez diminui o risco de defeitos no tubos neurais: espinha bífida, anencefalia, e encefalocele. Suplementação com ácido fólico diminui este risco de 50 a 75%. Adicionalmente, vários estudos apontam para o papel protetor do ácido fólico, via redução dos níveis de homocisteína, na doença cardiovascular. Nos Estados Unidos, a suplementação já esta ocorrendo para este nutriente, e é interessante notar que é praticamente impossível atingir, nesta população, os níveis adequados de ingestão de 400mg, somente através da dieta. No Brasil, se a dieta tradicional com feijão – que é uma das principais fontes em nosso meio de ácido fólico -, fosse a base da alimentação e considerando-se que o conteúdo de ácido fólico do feijão preto cozido é de 256mg, seria possível atingir as recomendações só com a dieta. Resta saber o quanto é destruído no processo de cocção caseira, visto que de 50 a 90% do ácido fólico pode ser destruído no processamento. Existem evidências de que a combinação de ácido fólico com vitamina B12 resulte em reduções ainda maiores nos níveis de homocisteína sérica.”

— Instituto de Medicina Social, UERJ (RS), Departamento de Nutrição, UNB, Ministério da Saúde, UFV e Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade.

Benefícios do ácido fólico

  • é um importante agente no tratamento de anemia;
  • mantém espermatozóides saudáveis;
  • é essencial na gravidez;
  • diminui o risco de doenças cerebrais, como Alzheimer;
  • auxilia na prevenção de doenças do coração e derrame;
  • ajuda na prevenção de anecefalia de bebês na gravidez;
  • auxilia no controle da pressão alta;
  • fortalece cabelos e unhas;
  • melhora os níveis de insulina;
  • diminui a perda de audição em idosos.

Sinais de ácido fólico desequilibrado no organismo

acido-folico
ácido fólico

1. Hipovitaminose

  • Fraqueza;
  • insônia
  • anemia;
  • anorexia
  • dor de cabeça;
  • problemas de desenvolvimento;
  • perda de memória;
  • distúrbios na digestão;
  • apatia;
  • fadiga;
  • aflição nas pernas.

2. Hipervitaminose

  • Hiperatividade;
  • euforia;
  • excitação.

Quantidade recomendada de ácido fólico para cada caso:

Idade Quantidade de Ácido Fólico
0 a 6 meses 65 mcg
7 a 12 meses 80 mcg
1 a 3 anos 150 mcg
4 a 8 anos 200 mcg
9 a 13 anos 300 mcg
14 anos ou mais 400 mcg
Mulheres grávidas 600 mcg
Mulheres que amamentam 500 mcg

 

 

 

 

Gostou de saber mais sobre o poder do ácido fólico? Deixe seu comentário!

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *